A Palavra e a Vida

“A Palavra e a Vida” foi o título que me pareceu mais de acordo com a verdade implícita nesta obra.

Por este motivo, fiz questão de colocar, logo no início do livro, a minha definição de “Palavra” porque ela faz parte integrante dum todo que se percorre a deixar, ou não, a sensibilidade em quem a lê.

A Palavra é o Espaço
onde mora o Pensamento e o Sentir
à espera da nossa Escolha.

A Madalena, sem se dar conta, palmilhou constantemente este Espaço, à procura da Palavra adequada, tanto para a parte real do contexto como para a parte imaginária.

Por achar elucidativo, seguem-se as primeiras páginas do livro e a primeira da Obra, como ligeiro levantar de cortina, a deixar antever o ambiente onde se vai desenrolar toda a acção.

A pag. 39, evidencia o espírito com que se fecha a 5ª e última parte, pretendendo-se que ele fique sempre vivo e activo em quem lê.

Como última informação, dias após o lançamento deste livro, feito na Escola respectiva da aluna, realizou-se uma visita, mas desta vez real, ao jardim da Cooperativa, no Bairro da Azeda, em Setúbal, por ter sido o cenário único, percorrido pelas Personagens principais em acção, dentro da última parte da Obra literária.

Esta visita fez reviver, em nós, o verdadeiro espírito nascido e vivido na ficção.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s