Ciclo do Dia

Entre o nascer e o pôr do sol
nascem as cores
que tornam a vida realidade.

A noite vai repousar no breu
que faz erguer a madrugada
como esperança que não morreu.

MJAlmeyda

Sobre mjalmeyda

Autora e divulgadora do Projecto Cultural 'Poemas do País da Vida'.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

2 respostas a Ciclo do Dia

  1. mjalmeyda diz:

    Susana,

    É lindo o poema…
    É mais uma vertente da Vida
    como flor colorida
    a preencher um espaço
    que se transformou num “sentir”.

    Obrigada pela partilha.

    MJA

  2. Susana diz:

    Entre a noite e a alvorada
    Sonho eu…
    Repousando a noite no breu,
    Alivia o cansaço meu.
    Fecho os olhos e entrego
    O inconsciente à fantasia
    que o levará até à madrugada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s